Café com o governador do RS!!!

Queridos irmãos e irmãs,

Hoje cedo estive no Galpão Crioulo do Palácio Piratini participando de um café da manhã com o governador Tarso Genro e alguns secretários de estado. Me acompanharam o 2º Vice-presidente, Rev. Geraldo Walmir Schüler, o Assessor de Ação Social e Coordenador de Projetos, Rev. Mário Lehenbauer e o tesoureiro Renato Bauermann. O encontro reuniu vários pastores de igrejas evangélicas e tratou sobre ações voltadas para área social. O enfoque de hoje era iniciativas para prevenção do alcoolismo entre adolescentes.


Abraço!
Pastor Kopereck

1 comentário em “Café com o governador do RS!!!Adicione o seu →

  1. Hoje é o dia da Pátria!
    Li aqui o artigo do nosso irmão Renato.

    E vendo a atuação "política" do nosso presidente, confesso que estou gostando deste retorno saudável da IELB, ao velho e tradicional luteranismo de Lutero, de se envolver com o mundo, a fim de torná-lo melhor!! Sairmos dos
    'conventos pós-modernos' de reclusão pietista e puritana (farisaica).

    Apenas quero contribuir com uma afirmação do nosso colega Bonhoeffer, que falou das
    prisões nazistas, no livro "Resistência e submissão". Este livro é composto de cartas e
    notas, escritas em pedaços de papel de pão, pedaços de roupas, furtivamente saídas da
    prisão.
    Ele fala da "diesseitigkeit" (não sei como traduzir), mas que significa "viver na
    plenitude das tarefas, dos problemas, dos sucessos e fracassos, das experiências e das
    perplexidades, nos lançando inteiramente nos braços de Deus. … Assim jamais nos
    tornaremos arrogantes com os sucessos, nem desalentados com os fracassos, se sofremos com
    Deus seus sofrimentos na vida presente".

    É mais ou menos o que diz Lutero, citado pelo nosso tbem alemão, colega da LCMS, George
    W. Forell, em seu livro "Fé ativa no amor": "Por isso deveríamos saber que tais vocações
    não são em si opostas a Deus, e não deveríamos abandoná-las, simplesmente porque queremos
    servir a Deus, e refugiar-nos em um monastério ou unir-nos a uma outra seita. (…)
    Podemos, pois, verdadeiramente dizer que o curso do mundo e especialmente as vidas dos
    seus santos são o disfarce de Deus, através do qual ele se mantém oculto, regendo e
    movendo, porém, a despeito disto, maravilhosamente o mundo."

    Parabéns, Presidente!
    Abçs, MArtinho

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *